Setembro recheado? Segunda fase do ‘dinheiro esquecido’ pode vir aí; Saiba mais

Imagem: Reprodução/Google




Em um país que está ciente de si mesmo, ninguém recusaria a oportunidade de ganhar dinheiro extra sem fazer um esforço, certo? Então, quando eles recebem notícias de que alguém pode ter a quantidade de dinheiro que merece receber do governo, eles não perdem tempo! Nesse caso, o dinheiro que algumas pessoas podem ter que receber imediatamente vem do banco, porque estamos falando de um valor que foi esquecido lá.


Surpreendentemente, essa é a realidade de alguns brasileiros que tiveram a sorte de receber valores do Banco Central (BC) quando o Banco Central (BC) liberou um Sistema de Recebimento (SVR) para que milhões de pessoas físicas e jurídicas pudessem consultar se haviam deixado alguma coisa no banco.


Na época, o BC estava disponível por cerca de R$ 3,9 bilhões, mas apenas na primeira fase! Esse valor tem um proprietário, ou seja, com contas diferentes criadas há muito tempo, pertencentes a pessoas que não se lembravam que há valor aqui e outro valor lá. No entanto, após essa primeira fase passar, fomos informados de que em algum momento, entre fevereiro e abril deste ano, a segunda fase estaria disponível.


Esperar é o que deixa muitas pessoas impacientes.


Quando deve começar esta segunda fase?


Há grandes questões sobre quando começará e quando as pessoas poderão fazer promessas novamente. Para alguns, setembro é provável que seja o mês, mas certamente não é conhecido. A segunda fase deveria ter ocorrido em maio, mas uma greve de funcionários do banco colocou tudo em atraso.


A greve durou até julho, então o programa acabou sendo adiado. Com isso, não há previsão de quando o segundo turno começará, então as pessoas seguem no escuro. No entanto, o Banco Central já disse que divulgará a data da retomada do sistema. Então tudo o que resta é esperar.


No entanto, vale lembrar que esse dinheiro está no governo e não é um lucro extra, por assim dizer. É importante ressaltar que muitas pessoas podem temer que o processo seja adiado para 2023 por falta de recursos. Este não é o caso porque a operação está programada e deve estar em execução.


Vale lembrar também que a segunda fase de consulta no sistema caixa eletrônico oferece sete novas razões pelas quais uma pessoa pode ter esquecido o dinheiro bancário. Cheque:


  • Taxas cobradas indevidamente que não estão especificadas na promessa assinada pelo BC.
  • Parcelamentos ou obrigações associadas a operações de crédito indevidamente coletadas.
  • Fundo Garantidor de Crédito (FGC)
  • As contas de pagamento pré-pagas e pós-pagas foram fechadas com saldos disponíveis.
  • Conta registrada mantida por corretoras e empresas de distribuição de valores mobiliários para registrar as transações de clientes fechados com saldos disponíveis.
  • Uma entidade que é liquidada fora do tribunal.
  • Fundo Garantidor de Crédito Cooperativo (FGCoop).

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem