CNH vencida poderá valer como RG ou CPF? Entenda

Imagem: Reprodução/Google




Um projeto de lei que visa tornar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) uma carteira oficial de identificação está sendo tramitada na Câmara dos Deputados. A Proposição 3540/2021, elaborada pelo secretário adjunto Carlos Bezerra (MDB-MT), foi aprovada pela Comissão de Transporte Rodoviário da Câmara nesta quarta-feira (8).


O texto argumenta que o prazo de validade da CNH como documento oficial de identificação não deve respeitar a duração da carteira de habilitação. De acordo com a proposta, o procedimento de renovação da carteira de habilitação é fundamental para a segurança viária no Brasil, mas não altera a validade da CNH como carteira de identidade.


"O uso da CNH como documento permite que os cidadãos sejam identificados pelo CPF e fotografias para dispensar testes de aptidão física e mental", afirmam os autores da proposta.


O secretário-adjunto legitimou o projeto de lei que resultou na decisão do Supremo Tribunal Federal (STJ) de 2019, quando entendeu que as CNHs vencidas eram valiosas como identificação pessoal. Na ocasião, a primeira turma do tribunal julgou o caso de um candidato que, devido ao término da carteira de motorista apresentada no momento do exame, foi impedido de fazer o exame devido à situação de dentista no Distrito Federal.


Se autorizado, o texto altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Atualmente, a CNH (e sua validade como documento oficial de identidade) expira quando o exame físico e psicológico expira.


Vale lembrar que desde junho do ano passado, a validade da carteira de motorista foi ampliada de 5 para 10 anos para motoristas com menos de 50 anos. Pessoas com mais de 50 anos devem renovar a carteira de motorista a cada 5 anos, e aqueles com mais de 70 anos devem renová-la a cada 3 anos.


O projeto continuará a ser analisado pela Comissão de Direito Constitucional e Justiça e Cidadania. Se aprovado, será enviado ao Senado.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem