Greve nas rodovias: Alexandre de Moraes determina que estradas sejam liberadas; Veja detalhes

Imagem: Reprodução/Google





Após a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, caminhoneiros e manifestantes bolsonaristas são instruídos por policiais e agentes a destravar rodovias. O movimento de bloqueio rodoviário atingiu 25 estados e distritos federais.


A ordem do magistrado na noite de segunda-feira, dia 31, era para iniciar o processo de desobstrução da rodovia bloqueada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pelos policiais estaduais. Manifestantes contestaram os resultados eleitorais, com o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) derrotando o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL).


Multa de R$ 100 mil e prisão


No parecer de Moraes, ele ressaltou que a decisão foi imediata e que se essa medida não tivesse início à meia-noite de 1º de novembro deste ano, o diretor da PRF Silvinéi Vázquez seria multado em 100 mil reais por hora.


O ministro ressaltou que, além da punição em dinheiro, o descumprimento da ordem resultará na exoneração do Secretário-Geral e de suas funções, e a prisão será decretada sob acusação de inação e inércia da PRF para resolver o IMBROGLIO.


Diante desse sindicato, os policiais começaram a obrigar os caminhoneiros a liberar parte da estrada na altura das Embudas Artes (SP). A polícia foi informada de que os manifestantes deveriam abrir espaço para o fluxo de veículos, mas desde então as estradas permaneceram bloqueadas.


Estradas Regulamentadas


No último boletim divulgado pela PRF, na tarde desta segunda-feira, 31, os bloqueios e obstruções das rodovias federais permaneceram ativos em pelo menos 24 estados e distritos federais. Somente no Amapá e Alagoas os focos não foram registrados até a última coleta de dados.


Confira a lista a seguir:


  • Pará: 32 interdições
  • Pernambuco: 10 interdições
  • Piauí: 1 bloqueio
  • Paraná: 24 interdições e 15 bloqueios
  • Rio de Janeiro: 7 interdições e 1 bloqueios
  • Rio Grande do Norte: 1 interdição
  • Rondônia: 20 interdições
  • Roraima: 01 interdição e 2 bloqueios
  • Rio Grande do Sul: 18 interdições e 16 bloqueios
  • Santa Catarina: 41 bloqueios
  • São Paulo: 7 interdições e 3 bloqueios
  • Tocantins: 2 interdições
  • Acre: 2 interdições
  • Amazonas: 1 interdição e 2 bloqueios
  • Alagoas: 1 interdição
  • Bahia: 2 interdições
  • Ceará: 1 interdição e 1 bloqueio
  • Distrito Federal: 1 interdição
  • Espírito Santo: 10 interdições e 4 bloqueios
  • Goiás: 12 interdições e 1 bloqueio
  • Maranhão: 2 interdições e 1 bloqueio
  • Minas Gerais: 12 interdições e 6 bloqueios
  • Mato Grosso: 22 interdições
  • Mato Grosso do Sul: 6 interdições

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem