Atenção, trabalhadores: Um novo desconto no salário chega em Fevereiro; Confira qual

Imagem: Reprodução/Google




Os brasileiros precisam prestar mais atenção do que nunca. A partir de Fevereiro, novos descontos são aplicados aos salários. O novo imposto refere-se ao ajuste da tabela de contribuições previdenciárias, de acordo com a divulgação da inflação de 2022.


Trabalhadores se deparam com novo desconto


Em resumo, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), acumulado em 2022, foi responsável pela revisão da tabela de contribuições, que terminou em alta de 5,93%. Uma vez que essa divulgação seja feita pelo INPC, o novo desconto terá que ser aplicado a partir de fevereiro, já que o salário pago neste mês está relacionado à folha de janeiro. Portanto, os trabalhadores imediatamente começam a receber novos reajustes salariais.


Quais serão os ajustes em 2023?


Graças ao aumento do valor pago pelo salário mínimo, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) teve que recalibrar a tabela de contribuição previdenciária para a próxima realocação de trabalhadores. Assim, a nova tabela de descontos do instituto para 2023 foi estabelecida da seguinte forma:


  • Até R$ 1.302: 7,50%;
  • R$1.302,01 a R$2.571,29: 9,00%;
  • R$ 2.571,29 a R$ 3.856,94: 12,00%;
  • R$ 3.856,95 a R$ 7.507,49: 14,00%.

É importante ressaltar que a tabela é destinada a trabalhadores regulares, domésticos e solteiros. Também cobre apenas pagamentos feitos após 1º de janeiro de 2023.


Ajustes também se aplicam aos benefícios do INSS


Além de afetar o desconto do salário mínimo, os reajustes do Instituto também se aplicam aos benefícios corretos pagos pelo INSS que foram repassados sobre o salário mínimo atual (R$ 1.302). Em síntese, o reajuste de 5,93% é repassado a todos os segurados que recebem benefícios em valores acima do valor referente à remuneração básica, independentemente do tipo.


Os benefícios incluem:


  • Auxílio-doença;
  • Salário-maternidade;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio-reclusão;
  • Aposentadoria.

Assim, quem receber o piso básico de pagamento com referência ao salário mínimo não sofrerá com a correção do valor passado. Quem receber mais de R$ 1.302 fixará a transferência pelo índice acima.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem