Atenção! Líder dos caminhoneiros (Wallace Landim) anuncia uma possível greve Nacional; Saiba mais




A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 1/2022 foi aprovada pelo Senado para propor um voucher de R$ 1.000 para caminhoneiros. No entanto, o líder desta classe adverte que os especialistas ainda não estão satisfeitos. De acordo com Wallace Landim, os benefícios não funcionam para os motoristas de estrada.


Além de presidente da Associação Brasileira de Motomotores (Abrava), Wallace é considerado um dos principais líderes em caminhoneiros. Ele disse que os vouchers aprovados pelo Senado dos EUA eram eleitores e que a classe estava insatisfeita. Para que não excluam desligamentos.


"Trabalho para organizações em todos os segmentos da sociedade, mas isso é porque precisamos fazer algo, e embora não tenhamos descartado paradas de caminhoneiros, não vamos te dar uma data.


Toda vez que anteciparmos, receberei uma liminar maciça perante a lei e serei multado pesadamente", disse Wallace, conhecido como Chorão, em conversa com o jornal Congresso em Foco.

Os caminhoneiros estão insatisfeitos com a atitude do governo há algum tempo. Trata-se de uma classe profissional com maior apoio a Jair Bolsonaro (PSL), a ponto de ter lutado pela presidência em 2018.


Devido a uma série de altas apostas no valor do diesel, o combustível que abastece caminhões, especialistas começaram a entrar em atrito com o atual governo. Isso ao declarar que eles são "abandonados" por Bolsonaro.


Suporte para caminhoneiros


Reconhecendo que o apoio desse grupo é importante para a reeleição de Jair, a equipe econômica e apoiadores do presidente têm se tornado claro na criação de ajuda aos caminhoneiros. Em dois turnos, o Senado aprovou PEC, que garante o pagamento de R$1.000 para essa classe.


Caminhoneiro afirma estar farto de falsas promessas de Bolsonaro


Também foi aprovada a assistência à gasolina para taxistas. Segundo Chorão, quem serão os verdadeiros beneficiários da medida?


"Essa PEC só prova que o governo não tem propósito algum e está fora de controle. Essa sugestão também pode ser útil para alguns segmentos do transporte, como motoristas de aplicativo, taxistas e transporte escolar, por exemplo. Quanto às estradas, isso não responde. O motorista do meu caminhão ontem abasteceva 700 litros de diesel e lhe dava $5.406. Então, como $1.000 ajuda? Ele até me mandou um vídeo zombando", disse o presidente da Abrava.


Para que os benefícios fossem aprovados, a PEC teve que declarar estado de emergência no país. Assim, a Lei Eleitoral permitiu que os recursos públicos fossem investidos na criação de novos programas sociais.


Os vouchers darão R$ 5,4 bilhões até dezembro deste ano. Para auxiliar os taxistas, o custo será de R$ 2 bilhões.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem