Atenção! Milhares de aposentados podem conseguir um aumento no benefício; Entenda!




Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu aprovar o provimento de votos dos ministros aposentados em sessão plenária virtual, mesmo após a remanejamento para votação presencial. Essa é uma boa notícia para aposentados e pensionistas que aguardam aprovação para uma "revisão vitalícia", pois essa decisão afetará diretamente os escores favoráveis dos tribunais.


Esta revisão trata de ações judiciais que podem aumentar o valor da aposentadoria dos segurados que fizeram contribuições antes de 1994. Pela legislação vigente, são considerados os cálculos da Previdência Social, que definem o valor dos benefícios, somente os valores pagos após Julho de 1994.


Sobre a "Revisão da vida toda"


Para entender melhor o assunto, você precisa entender como funciona a chamada "revisão vitalícia" ou "revisão vitalícia". Em resumo, essa ação tem esse nome, pois através dela o segurado pode calcular sua aposentadoria com base em todas as contribuições feitas no INSS (Instituto Nacional de Pesquisas previdenciárias).


Nesse sentido, aqueles que apresentarem uma petição para novo julgamento em tribunal têm a oportunidade de aumentar seus lucros. Isso foi causado pela inclusão das contribuições feitas antes de julho de 1994, uma vez que essas cobranças não estão sendo levadas em conta, conforme definido pelo Regulamento de Transição que entrou em vigor em 1999.


Quem tem o direito de processar?


Como resultado, todos os segurados que receberam benefícios entre 1999 e 13 de Novembro de 2019 (data de aplicação da reforma da Previdência) podem solicitar uma revisão. No entanto, isso só se aplica aos cidadãos contemplados pelas seguintes vantagens:


  • aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria especial;
  • Aposentadoria de Pessoas com Deficiência
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Pensão por morte;
  • Ganhos doentias.

Ainda assim, é necessário avaliar se a ação pode ser vantajosa. Para isso, os especialistas recomendam observar três problemas que garantem um bom retorno através da ação. Seu salário era bom antes de 1994, sua renda diminuiu depois dos 94 anos? Se sua resposta a qualquer uma dessas perguntas for sim, então a revisão provavelmente vale a pena no seu caso.
 

Julgamento da Suprema Corte


Como brevemente afirmou, o STF permitiu que os votos dos ministros aposentados fossem mantidos após a tramitação ser transferida para o plenário, que ocorreu no âmbito virtual.


Para um ministro melhor, Nunez Márquez exigiu que a votação fosse retomada em uma sessão plenária física, o que poderia interferir diretamente com um voto de 6 a 5 a favor dos aposentados. No entanto, o Supremo garantiu que o voto a favor de Marco Aurélio Mello, ex-ministro, continuaria a ser considerado após a transferência da ação para o plenário.


As novas regras mostraram-se uma vitória para os segurados que queriam aumentar a aposentadoria por meio de revisões, especialmente porque o exame poderia tomar duas direções, e ambos deveriam ser a favor dos beneficiários.


Nessa linha, um dos dois, ou o julgamento será reaberto com um encerramento, manter um placar favorável ou manter um voto a favor do ministro Marco Aurélio Mello. Portanto, é muito provável que a vitória do vencedor da aposentadoria seja decidida.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem