Atenção beneficiários! INSS inicia novo pente-fino e corte dos benefícios. Veja se seu nome está na lista

Imagem: Reprodução/Google




O Ministério do Trabalho e Previdência Social publicou no Diário Oficial da União em 22 de setembro o que pode ser considerado o maior pente-fino da história do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


Apesar de ser o maior empreendimento para a revisão dos benefícios do INSS, no final das contas, os segurados não perderão os benefícios imediatamente, nem isso significa que os benefícios serão suspensos.


O segurado convocado ao profissional deve apresentar apenas as diferentes informações descobertas pelo INSS para comprovar que não houve erro na concessão de benefícios.


É importante lembrar que o Ministério do Trabalho e Previdência Social realiza, muitas vezes, uma análise dos benefícios pagos pelo INSS para identificar possíveis fraudes e atividades fraudulentas.


Quem está na mira do novo pente fino?


O texto publicado no Diário Oficial informa aos cidadãos que recebem:


  • benefícios por doença e lesão;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Os benefícios por doença e lesão e aposentadoria por invalidez são revisados com benefícios que já passaram mais de seis meses sem conhecimento especializado e não têm sinais de reabilitação ou alta programada.


Para os cidadãos que recebem benefícios de continuação, serão analisados benefícios que não passaram pelo processo de revisão há mais de dois anos.


Como saber se estou no novo pente-fino?


Muitos segurados estão preocupados com a notícia de que haverá um novo pente fino e como descobrir a tempo para que os benefícios não sejam interrompidos.


No entanto, o segurado deve manter a calma, uma vez que o próprio INSS é obrigado a informar ao segurado que o segurado está sob "investigação" por possível fraude na concessão de benefícios.


Portanto, o INSS entrará em contato com o segurado de várias formas, incluindo:


  • Via SMS (Mensagem de Texto Móvel);
  • Por plataforma meu INSS;
  • Por comunicação;
  • Notificação no caixa eletrônico do banco, onde o segurado recebe benefícios mensais.

Após o recebimento da notificação de que o seu benefício está sob “investigação” você terá um prazo de 30 dias para apresentar sua defesa prévia.


Nessa defesa prévia, você deverá explicar e adicionar a documentação solicitada pelo INSS para comprovar que o seu benefício não possui irregularidades.

Segurados que perderem o prazo para apresentação da defesa prévia terão o benefício suspenso até que seja apresentada a documentação solicitada.

Caso se passe mais de 30 dias após a suspensão do benefício e o segurado não apresente sua defesa, o seu benefício então será cancelado.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem