Empréstimo da Caixa Econômica oferece até R$ 100 mil para negativados; Veja como contratar!

Imagem: Reprodução/Google





Não é novidade para aqueles que ganham credibilidade ao serem negativos, e é uma tarefa muito difícil. Portanto, nomes sujos passam uma má reputação no mercado e representam um alto risco para as empresas que emprestam dinheiro, já que as instituições credoras consideram os indivíduos como "maus pagadores".


Infelizmente, a inadimplência é bastante comum no país, e isso é explicado pelos mais diversos fatores, que ultrapassam em muito a suposta falta de organização financeira da população. O baixo poder aquisitivo dos brasileiros e os altos juros impostos a alguns negócios podem exemplificar os fortes impulsionadores desse cenário.


No entanto, agora já é possível acessar diversas linhas de crédito que não exigem uma análise do CPF da contratante, ou seja, uma situação negativa não é um dos critérios seletivos para a concessão de um empréstimo. De certa forma, isso é viável a partir da concessão de uma garantia.


Empréstimo de R$ 100 mil da Caixa


A Caixa Econômica Federal oferece uma linha de crédito que permite que os empréstimos cheguem a R$ 100 mil, com uma taxa de juros relativamente baixa, de 1,99%. O atrativo é que o cpf da empreiteira na base do Serasa ou SPC não tem nenhum tipo de consulta, então mesmo uma pessoa com o nome sujo pode realizar a operação.


No entanto, a falta de análise só é possível porque a linha requer uma garantia e, consequentemente, um modo de penhor. De certa forma, a transação consiste em oferecer um objeto de valor a ser valorizado pelo banco e solicitar crédito em troca.


Assim, se o empréstimo não for pago adequadamente, explica-se o motivo da diminuição dos juros e da falta de análise de crédito, uma vez que o indivíduo presta uma garantia ao banco. O valor que você pode contratar depende do valor do item. Geralmente, o valor liberado gira em torno de R$ 50 mil e R$ 100 mil.


Que objetos podem ser penhorados?


De acordo com o site do caixa, o banco aceita anexos dos seguintes itens:


  • Relógios de alto valor;
  • Prataria;
  • Jóias;
  • Pérolas originais;
  • Canetas valiosas;
  • Metais preciosos (ouro, diamantes, etc.).

Atenção! Vale lembrar que, se o valor do empréstimo não for pago, o item penhorado é de propriedade do banco e é colocado em leilão.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem