Picanha, antidepressivos e combustível para motociata: Veja os gastos de Bolsonaro no cartão corporativo

Imagem: Reprodução/Google




Guloseimas, antidepressivos, combustível para motocicletas. Esses são alguns dos itens que o ex-presidente Jair Bolsonaro e sua equipe compraram com o cartão corporativo do presidente da República.


A fatura publicada é apenas a primeira, pois as agências especializadas em solicitações sob a Lei de Acesso à Informação (LAI) trabalham para liberar mais documentos. Em geral, os dados são mantidos confidenciais até o final do mandato de cada governante.


A Secretaria do Gabinete do Presidente da República publica ainda no seu site oficial as despesas efetuadas com cartões de empresa entre 2003 e 2022. Até então, apenas as despesas totais eram possíveis, mas agora há detalhes de itens e valores.


Abaixo, confira alguns dos produtos adquiridos com cartão corporativo.


Picanha, filé mignon e outras carnes


No dia 24 de junho de 2019, Bolsonaro gastou mais de 1.000 reais na compra de R$ 3.202,06, incluindo queijo, chocolate em pó e outros produtos alimentícios. Os valores utilizados foram de R$ 203 para picanha, R$ 372 para filé mignon e quase R$ 600 para outros cortes.


Tratamento antidepressivo


Além disso, em 2019, a compra da Lexapro e Rivotril totalizou R$ 272,30. Duas drogas são usadas para tratar depressão e transtornos de humor, transtornos de ansiedade.


Combustível para motociatas


Em outro documento obtido pelo Fiquem sabendo, a Presidência da República pede "assistência administrativa complementar" para fornecer motocicletas oficiais e incompreendidas usadas pelas motocicletas de Jair Bolsonaro em São Paulo. A manifestação não foi uma ação do governo, mas uma manifestação de apoio ao presidente na época.


Documentos


Consulte as notas e documentos publicados pela agência:








Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem